Recordar é viver?

Nos últimos tempos temos visto uma onda de revivals, tanto na música quanto no cinema. Na sétima arte vemos filmes como a Bela e a Fera, Mogli e os recentes Alladin e Rei Leão. Na música temos muitos exemplos ao longo da história, mas só pra ficar no Brasil recente, temos Los Hermanos e Sandy & Junior. Será que tudo isso é realmente necessário?

Sempre quando fazem um remake de algum filme ou uma banda volta à ativa, suspeita-se de ser um mero caça-niquel. Algo feito só pra arrecadar dinheiro aos envolvidos no projeto. Em muitas vezes é verdade (pra não dizer em todas as vezes). Porém o sucesso de vários desses projetos mostra que o publico quer rever algumas coisas do passado. Talvez por nostalgia, talvez por serem realmente bons.

Los Hermanos e Sandy & Junior tem esgotados todos os shows que fazem em todas as cidades em que passam, sempre fazendo shows em lugares muito grandes, como estádios. É impossível dizer que é um fracasso, muito pelo contrário.

Esse tipo de volta ou remake é aquele tipo de coisa que ninguém sabia que queria ate voltarem e todos descobrirem que na verdade queriam. Ou seja, ninguém pediu, mas todo mundo adorou.

Esses remakes são necessários? Na teoria, não. Mas na pratica, todos gostam, seja pelo motivo que for.

Post Author: Rodrigo Teixeira

Engenheiro ambiental e baterista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *