Yesterday

Recentemente o Luiz Henrique fez um vídeo sobre os aspectos técnicos do recém lançado filmw Yesterday (https://www.youtube.com/watch?v=xOWFEDRaT5s) (roteiro, edição, essas coisas das quais eu não entendo bulhufas). Esse texto propõe uma análise musical do filme.

 

É praticamente impossível existir alguém no mundo mundo que não tenha ao menos ouvido falar em Beatles. Pode até não conhecer muitas músicas, ou não gostar das mesmas, mas conhece Beatles.

 

É impressionante como a música do quarteto de Liverpool continua boa mesmo depois de 60 anos. E um filme com essa trilha sonora não poderia ficar ruim. As versões feitas ficaram tão boas quanto as originais, com uma menção honrosa à versão de Help, já no final do filme.

 

Se eu tenho uma crítica à trilha sonora é que não é tocada nenhuma música inteira, somente trechos curtos. Em alguns casos só mostram o nome. Em outros nem isso, só mostram um objeto que referencia a música. Claro que para os fãs dos Beatles acaba sendo legal caçar essas referências ao longo do filme, mas uma ou outra música poderia tocar na íntegra. Não sei se o problema foi com os direitos autorais, ou se eles queriam referenciar o maior número possível de músicas e por uma questão de tempo acabaram cortando as músicas.

 

Yesterday é uma baita homenagem a uma das maiores bandas do mundo que revolucionou a forma que encaramos e ouvimos música até hoje. E o mais importante, não faz comparações idiotas com outras bandas da época.

 

P.S.: A “participação especial” no final do filme fez meus olhos suarem.

Post Author: Rodrigo Teixeira

Engenheiro ambiental e baterista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *