Ilustração: HQ Vingadores - A Cruzada das Crianças

BIENAL DO RIO E DA DIVERSIDADE

Ilustração: HQ Vingadores - A Cruzada das Crianças
HQ Vingadores – A Cruzada das Crianças, da Marvel.

De dois em dois anos algumas capitais como Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, dentre outras, são sedes do maior evento literário do país: a Bienal do Livro. Esse ano o evento está acontecendo no Rio de Janeiro. Ainda me lembro como hoje, em setembro de 2017, estava lá, na Bienal do Livro no Rio lançando o livro Angra Sinfonia da Noite. Infelizmente este ano não pude ir, questões de trabalho. Mas se eu soubesse que iria perder tanto polêmica que a deixasse tão movimentada, teria pego o primeiro voo e ir direto pra lá. Tudo por causa de uma simples capa de HQ, pelo amor de Deus, será que o atual Prefeito do Rio não tinha algo melhor para fazer? Com tanta violência que a “cidade maravilhosa” – agora não tão maravilhosa assim -, está passando, a violência, crise política, crise financeira, salários dos funcionários públicos atrasados, crise na polícia, administrativa, etc… Crivella ao visitar o evento no Rio Centro – mesmo local de dois anos atrás -, viu uma capa de quadrinhos com dois super-heróis se beijando e só porque tratava-se de um casal homoafetivo ficou indignado e “em nome da família” deu ordens aos fiscais da Prefeitura para que recolhesse todo e qualquer material que contivesse esse tipo de temática sem a devida proteção. Pois, os jovens, digo, adolescentes e crianças, não podem em hipótese alguma ter contato com esse tipo de material “pornográfico”. Será que certos políticos deste país estão cada vez mais desocupados? Uma cidade como o Rio, que vive praticamente do turismo, uma cidade quebrada, que em 2016 praticamente decretou falência, com tanta desigualdade, onde em determinados lugares é comandada pelo tráfico e pela milícia, com tantas desigualdades sociais merece ter um Prefeito como esse no comando? Acredito que os cariocas não merecem isso, O Estado do Rio teve recentemente quatro ex-governadores presos, o estado e a cidade passam por uma das piores crises da história, e o Crivella, que deveria se preocupar com o bem-estar social dos cidadãos de uma das capitais mais visitadas do Brasil e do mundo preocupado em como os pais devem ou não educar os filhos. No que os jovens – público alvo das HQ’s -, devem ou não ler?
Se por um lado o Prefeito deu um tipo no pé – ano que vem têm eleições municipais -, por outro, de uma forma ou de outra, só fez dar visibilidade ao evento e aos autores e livros do gênero LGBTQ+, que recebeu apoio de diversos artistas e do youtuber Felipe Neto, que como forma de apoio, comprou 14 mil exemplares de títulos do gênero para distribuir gratuitamente aos leitores no evento. São tempos sombrios, e, se nós brasileiros, não tivermos cuidados, a Censura volta mais forte do que antigamente. E isso, em pleno século XXI, era da internet, é inadmissível! Pelo menos, essa polêmica toda ser viu para dar mais visibilidade a uma parcela de autores e publicações que de certa forma vive na periferia cultural: a Literatura LGBTQ+.
Obrigado, Crivella, pelo “apoio”!

Post Author: Ray Monteiro

Olá, sou Raymundo Monteiro, escritor e humorista. Estou aqui iniciando minha tentativa de ser colunista, aproveitando essa oportunidade que o site Cinco Tons deu. Obrigado, Cinco Tons!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *