critica-the-witcher

Critica: “The Witcher” – 1ª Temporada

Enfim a tão esperada série ‘The Witcher’ chegou à Netflix recentemente e já tem dividido opiniões entre os espectadores.

A trama é focada na história de Geralt de Rívia, um bruxo caçador de monstros, um lobo solitário e sombrio. Geralt é interpretado pelo ator Henry Cavill que deixa a desejar na questão da expressividade.

Contudo, The Witcher tem a difícil tarefa de agradar aos fãs do livros, jogos e também os que não conhecem nada sobre o mundo do bruxo. Por isso, a série apresenta algumas falhas principalmente para aqueles que não possuem conhecimento prévio sobre a história.

O principal problema da série está primeiro em identificar que ela se passa em três linhas temporais diferentes, fato esse que não fica claro logo de início ao espectador.

A primeira linha temporal é a da princesa Ciri em sua busca pelo bruxo, se passa no presente. A segunda, é a de Geralt no passado e a última se passa em um passado mais distante ainda com Yennefer. Não há muita clareza nessa divisão para quem não tem o conhecimento prévio.

O universo de The Witcher é apresentado muito rapidamente, deixando lacunas e curiosidades.

Novo Game of Thrones?

A série vinha sendo prometida como o novo Game of Thrones. E apesar de agradar muito aos fãs dos games e livros, analisando a primeira temporada, ‘The Witcher’ ainda está muito longe de superar ou igualar a famosa série Game of Thrones.

Apesar de alguns tropeços, a série é muito boa. As cenas de ação são realistas e envolventes. Os três personagens principais são muito interessantes, cada um em sua esfera. E no fim, as linhas temporais se juntam e deixam em aberto uma ótima continuidade para a próxima temporada.

Confira também a crítica no nosso canal:

Leia mais:

O Irlandês: A obra prima da 7ª arte;

Post Author: Pâmela

Paranaense, 24 anos. Moça que curte tecnologia, jogos, filmes, livros e séries.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *