A Máfia dos Tigres se tornou uma das séries mais vistas na Netflix no mundo inteiro. Neste texto está tudo explicado: o que aconteceu aos personagens? Leia!

A Máfia dos Tigres | Veja o enredo explicado e o que aconteceu aos personagens

Uma das séries mais faladas neste começo de 2020, A Máfia dos Tigres (Tiger King, em inglês) tem alcançado números impressionantes de audiência na Netflix.

Segundo a produtora, a minissérie documental chegou a ultrapassar, em números de views, a segunda temporada de Stranger Things, um dos maiores sucessos comerciais do streaming.

Mas, por que isso está acontecendo? O que tem de tão interessante nessa minissérie? Explicamos para você, em detalhes, qual é a história por trás de Joe Exotic e conta o que aconteceu com o excêntrico personagem depois dos eventos mostrados na série.

É sempre bom lembrar: este texto contém spoilers. Caso você queira ver a crítica da série produzimos um vídeo a respeito, que você pode ver abaixo:

 

Sobre o que fala A Máfia dos Tigres?

A minissérie em sete capítulos conta a história de Joe Exotic, um extravagante entusiasta de felinos selvagens como tigres e leões. O sujeito mantinha uma espécie de zoológico em Oklahoma, nos Estados Unidos, onde o público podia ter contato direto com esses animais.

Joe mantinha outros empreendimentos que lhe davam retorno financeiro. Por exemplo, usar filhotes de tigre como acessórios em shows de mágica e vender mercadorias com temas que remetiam aos felinos.

Em A Máfia dos Tigres, conhecemos também a história de Carole Baskin. Ela é uma ativista dos direitos dos animais e fundadora da ONG Big Cat Rescue. A minissérie explica o antagonismo entre eles, e como Joe fez de tudo para que Carole “sumisse”. Desde acusá-la de matar seu próprio marido e dar seu corpo como alimento para os felinos até pagar um assassino de aluguel para matá-la. Dessa forma, Joe foi capaz de quase tudo para eliminá-la.

Além disso, A Máfia dos Tigres entra no mundo sujo do negócio de animais exóticos. Dessa forma, faz acender um alerta sobre como funciona o mercado negro envolvendo esse tipo de animal. Também mostra vários escândalos relacionados a Joe Exotic, descobertos a partir do momento em que ele antagoniza com Carole. Por exemplo, sua ligação com um traficante, a descoberta de sua poligamia e claro, cultos estranhos.

Joe Exotic: um homem perturbado

Nascido Joseph Schreibvogel, Joe Exotic foi expulso por sua família após revelar ser gay. Após isso, ele se jogou de um penhasco com seu carro. Com isso, acabou seriamente machucado. Fez terapia na Flórida, e lá conheceu o gerente do Lion Country Safari, que levava para casa filhotes com os quais Joe brincava.

Exotic usou o dinheiro dos fundos que seu irmão Garold Wayne deixou depois que ele morreu em um acidente de carro para comprar uma loja de animais. Ele então viajou exibindo grandes felinos em shopping centers.

Isso acabou levando a Exotic a comprar uma fazenda de cavalos e a transformá-la em um zoológico privado. Exotic chamou o lugar de The Garold Wayne Exotic Animal Memorial Park, instalado em Wynnewood, Oklahoma.

Joe Exotic queria se tornar uma celebridade a todo custo. Ele criou um canal no YouTube chamado Joe Exotic TV, onde deu aos espectadores um tour virtual por seu “zoológico”. Nos anos 2000, quando seus vídeos ganharam popularidade, ele expandiu seus negócios em merchandisings e restaurantes.

A sua vida teria uma reviravolta em 2006, quando o Departamento de Agricultura dos EUA suspendeu sua licença para manter o zoológico e emitiu uma multa de US $ 25.000 por várias violações, incluindo condições insalubres e agressão aos animais, além de não dar a eles os devidos cuidados veterinários.

O modo como Exotic criava os animais em seu zoológico foi durante muito tempo grande alvo de criticas por grupos ativistas, liderados pelo Big Cat Rescue de Carole Baskin.

Quem é Carole Baskin?

Carole Baskin é a fundadora e CEO da Big Cat Rescue. Foi ela quem forneceu novas casas para os tigres, leões e outros gatos selvagens criados em cativeiro. Baskin era um ativista ardente dos direitos dos animais que cruzou contra colecionadores de animais exóticos, incluindo Joe Exotic.

Em 2011, Baskin processou Exotic por violação de marca registrada e ganhou um acordo de US $ 1 milhão. Isso levou o Exotic à falência, o que fez com que o ódio que ele sentia por ela aumentasse consideravelmente.

Como retaliação, Exotic acusou Baskin de assassinar seu marido, Don Lewis. Lewis, com quem Baskin havia fundado o Big Cat Rescue, desapareceu misteriosamente em 1997 e nunca mais foi visto. A família de Lewis suspeitava que Baskin o matou e alimentou os felinos resgatados com seu corpo, mas Baskin sempre alegou sua inocência. Ela nunca foi acusada oficialmente.

Coadjuvantes estranhos

Como se já não bastasse uma figura excêntrica como Joe Exotic, A Máfia dos Tigres também apresenta coadjuvantes tão bizarros quanto ele. Um exemplo é Bhagavan “Doc” Antle, que administra seu próprio zoológico de grandes felinos em Myrtle Beach, Carolina do Sul.

De acordo com a série, Exotic basicamente seguiu as práticas de Antle na administração de seu parque. Tempos depois, Antle foi acusado de administrar um culto cheio de mulheres jovens. Ele nega as acusações.

A produção também nos apresenta os maridos e parceiros da Exotic. O primeiro é John Finlay, que chegou a fazer uma tatuagem onde se lê a mensagem “Propriedade privada de Joe Exotic”. No entanto, eles nunca foram oficialmente casados.

Joe e John realizaram uma cerimônia de casamento com Travis Maldonado. No programa, vários funcionários do zoológico dizem que nem Finlay nem Maldonado eram gays. Finlay acabou se casando com uma funcionária do lugar, o que aumentou as especulações sobre isso.

Em 2017, Maldonado acidentalmente deu um tiro na cabeça e morreu. Alguns meses depois, Joe Exotic se casou com Dillon Passage. Eles continuam casados ​​até hoje.

Tentativa de assassinato

Depois que Exotic faliu, ele fez uma parceria com o empresário Jeff Lowe. Para protegê-lo das investidas de Carole Baskin, eles colocaram o zoológico sob o nome de Lowe. No entanto, em mais uma reviravolta, o empresário acabou expulsando Exotic da sociedade, alegando que ele desviou seu dinheiro para financiar campanhas políticas próprias.

Joe passou então a nutrir um ódio cego por Carole, que ele via como responsável por sua derrocada. Ele teria pedido ao ex-dono de um clube de strip-tease chamado James Garretson recomendações de assassinos de aluguel para dar um fim na ativista.

Ele também ofereceu a outro funcionário, Allen Glover, a quantia de US $ 5.000 para matar Baskin. A armação falhou, e quando Lowe tirou para fora do zoológico, Exotic teria atirado e matado seus tigres idosos e vendido alguns filhotes, fugindo para a Flórida com o dinheiro arrecadado.

Entretanto, Garretson havia se voltado contra Exotic e servindo como informante da polícia. Lowe e Glover também trabalharam com agentes federais para alcançar o então próspero dono do zoológico. Em 2018, o FBI descobriu que Exotic trabalhava como lavador de pratos na Flórida. Então, foi preso.

O que houve aos personagens de A Máfia dos Tigres?

Uma das situações mais bizarras mostradas na minissérie é a campanha política de Joe Exotic. Ele concorreu à presidência em 2016 como candidato independente. Obviamente, perdeu. Em 2018, a Exotic concorreu ao governador de Oklahoma pelo Libertarian Party. Também perdeu essa eleição, mas obter 19% dos votos.

Em um julgamento ocorrido em 2019, Joe Exotic foi considerado culpado de 19 acusações, incluindo a contratação de assassinos para assassinar Baskin pelo menos duas vezes, além do extermínio de tigres e também por fraudes em geral. Atualmente, ele está cumprindo uma sentença de 22 anos em uma prisão federal.

Em janeiro de 2020, Exotic disse em um comunicado: “Ainda mantenho minha inocência e aguardo nos próximos dias meus advogados entrando com meu recurso e passando para a próxima etapa deste pesadelo”.

Baskin ainda dirige o Big Cat Rescue. Em entrevista para a Vanity Fair norte-americana, ela afirmou que encontrou paz desde que Exotic foi preso.

Recentemente, foi anunciado que a atriz Kate McKinnon irá interpretar Baskin em uma série baseada na história como um todo e na minissérie A Máfia dos Tigres.

Post Author: Luiz Henrique Oliveira

Nascido em Capão Bonito, criado em Itapetininga, residente de São Paulo. Gosta de filmes, de séries, de livros e de dar uns rolês aleatórios. Acha "O Poderoso Chefão" o melhor filme do mundo quando não lembra que "2001" consegue ser melhor. É religioso: tem muita fé em Stanley Kubrick.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *